Biodiversidade

< Voltar

Cobra-de-duas-cabeças
Amphisbaena mertensii | Strauch, 1881

FOTO: Propriedade de Native / Embrapa

Caracterização: Os Anfisbenídeos são conhecidos popularmente por “cobras-de-duas-cabeças” e/ou “cobras-cegas”, mesmo não se tratando de espécies de serpentes propriamente ditas. São animais de corpo cilíndrico, robustos, de pequeno à médio porte, chegando a 60 cm de comprimento. Possuem minúsculos olhos, pele grossa e áspera (escamados) e a cauda é curta e rombuda, freqüentemente confundida com a cabeça. Sua coloração varia do avermelhado, nos juvenis e acinzentado nos adultos. São animais fossórios e de hábitos muito discretos, o que dificulta sobremaneira sua observação na natureza. Assim, não é de se surpreender que a biologia destes animais seja pobremente conhecida ainda hoje.

Distribuição: Por toda a América do Sul. No Brasil, sua ocorrência é restrita ao Estado de São Paulo.  

Habitat: Todos os tipos de solos, preferencialmente àqueles cultivados.  

Hábitos: Preferencialmente diurnos e fossoriais (vivem enterrados).  

Alimentação: Invertebrados terrestres, como formigas e cupins.  

Reprodução: Ovípara.  

Na área da UFRA: Espécie registrada nos ambientes de Várzeas com Herbáceas e entre o Canavial Orgânico e Valetas de Drenagem.