Projeto Cana Verde
CLOSE
Topo
Carbone Neutre
Entre mai 2006 et avril 2007, Native a effectue un bilan des émissions de gaz a effet de serre (GES) de la filière biologique de l'Usine de Sao Francisco (UFRA). Cette évaluation a été réalisée selon le protocole GHG - modèle international pour mesurer les émissions - en considérant les effets de la culture de la canne et la production de sucre et d'alcool a l'usine. Compte-tenu qu'une partie de cette production est destinée a l'exportation, l'énergie nécessaire pour le transport de ces marchandises vers leur destination finale (USA, Europe, Japon) a également été prise en compte.

Les quantités d'émissions trouvées pour UFRA sont plus basses que les niveaux moyens d'émissions de l'industrie de la canne a sucre, du fait de ses méthodes de production biologiques. Comparée a la production de sucre a partir de la betterave en Europe ou au Japon, ou encore a la production de sucre a partir de la betterave ou du mais aux Etats-Unis, les écarts sont encore plus nets, car ces méthodes de production fonctionnent a partir d'énergies fossiles alors que UFRA utilise de l'énergie a base de bagasse de canne a sucre.
Click here to contact us
Base
Fechar
Enviar
Transparente
Nome do amigo  *
Email do amigo  *
Nome do amigo  *
Email do amigo  *
Programa de Qualidade

A qualidade sempre orientou todas as atividades das empresas do Grupo Balbo. Oficialmente, o Programa de Qualidade Total iniciou-se em 1992, com o treinamento de funcionários da Divisão Industrial da Usina São Francisco. A implantação dessa nova cultura possibilitou que, em dezembro de 1995, com a participação de todos os funcionários do Grupo, fossem elaborados a Missão e os Valores do Grupo Balbo.

O processo de certificação ISO da Divisão Industrial da Usina São Francisco começou em novembro de 1996. Em agosto de 1998, após auditoria realizada pelo B.V.Q.I. (Bureau Veritas Quality International), os processos de produção de açúcar, álcool, levedura, óleo fúsel e bagaço receberam a certificação. Em 09/07/2010 a Divisão Industrial da Usina São Francisco obteve a Certificação BRC para indústria de alimento e na sequência em 25/03/2011 recebeu a certificação da ISO 22000.

Toda a produção é submetida à sistemas internacionais de segurança de alimentos, como GMP (sigla em inglês para Boas Práticas de Fabricação), que tem o objetivo de garantir as condições higiênico-sanitárias do alimento, eliminando possíveis riscos de contaminação, o Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle – HACCP, método para prevenção aos fatores de risco ou perigos potenciais à inocuidade dos alimentos, e o House Keeping de limpeza e organização.