Sustentabilidade
CLOSE
Topo
Carbone Neutre
Entre mai 2006 et avril 2007, Native a effectue un bilan des émissions de gaz a effet de serre (GES) de la filière biologique de l'Usine de Sao Francisco (UFRA). Cette évaluation a été réalisée selon le protocole GHG - modèle international pour mesurer les émissions - en considérant les effets de la culture de la canne et la production de sucre et d'alcool a l'usine. Compte-tenu qu'une partie de cette production est destinée a l'exportation, l'énergie nécessaire pour le transport de ces marchandises vers leur destination finale (USA, Europe, Japon) a également été prise en compte.

Les quantités d'émissions trouvées pour UFRA sont plus basses que les niveaux moyens d'émissions de l'industrie de la canne a sucre, du fait de ses méthodes de production biologiques. Comparée a la production de sucre a partir de la betterave en Europe ou au Japon, ou encore a la production de sucre a partir de la betterave ou du mais aux Etats-Unis, les écarts sont encore plus nets, car ces méthodes de production fonctionnent a partir d'énergies fossiles alors que UFRA utilise de l'énergie a base de bagasse de canne a sucre.
Click here to contact us
Base
Fechar
Enviar
Transparente
Nome do amigo  *
Email do amigo  *
Nome do amigo  *
Email do amigo  *
Fair Trade

As áreas produtoras de cana-de-açúcar orgânica da Usina Santo Antônio e da Usina São Francisco, bem como a indústria produtora do açúcar e álcool orgânico da marca Native, são certificadas também para as Normas de Comércio Justo ESR (Equidade, Solidariedade e Responsabilidade) reconhecida internacionalmente como uma certificação “Fair Trade”.


Estas normas de comércio justo ou “fair trade” são bastante reconhecidas na Europa e Estados Unidos, onde tiveram sua origem. Foram criadas inicialmente para manter os pequenos produtores rurais no campo com nível de competitividade no mercado, mas evoluíram nos últimos anos para também favorecer o desenvolvimento social das comunidades onde estão instaladas as empresas agroindustriais. Assim, a Usina São Francisco, indústria produtora do açúcar e álcool orgânico da marca Native, pôde participar deste tipo de comércio, que promove não só os produtos produzidas por ela como também beneficiam as comunidades e o ambiente de seu entorno.


Com esta certificação, o cliente de determinado produto da empresa está consciente dos benefícios gerados ao produtor e/ou à comunidade onde ele se encontra, e por isso se obriga por contrato, de duração mínima de três anos, a pagar um preço mínimo pelo produto orgânico adquirido e além disso mais um prêmio estabelecido internacionalmente para uma conta a parte, estabelecida e gerida por um comitê constituído e eleito pelos próprios trabalhadores da empresa.


O montante acumulado na conta do comitê é utilizado, na sua quase integralidade, para beneficiar os projetos sociais eleitos pelo comitê, nas áreas de Saúde e Recuperação Social, Educação, Esporte e Lazer, Música, Cultura e Proteção de Crianças e Idosos, nas cidades onde a empresa têm suas atividades. Sua prestação de contas é verificada em auditoria e publicada anualmente, gerando resultados sociais nas comunidades do entorno da empresa. Com esta certificação nós podemos oferecer aos nossos clientes, em caráter de reciprocidade, a possibilidade de terem os produtos da Usina São Francisco certificados pelas normas de comércio justo ou “fair trade” do padrão FFL (Fair for Life).